07/02/2018 11h49

Título Interno

Sub-Título

Por: Dourados News
 
Wallas é alvo do Ministério Público. Foto: Dourados News Wallas é alvo do Ministério Público. Foto: Dourados News

O ex-prefeito de Itaporã, Wallas Milfont, entrou na mira do MPE (Ministério Público Estadual) por um suposto superfaturamento na contratação de empresa de engenharia para execução de serviços de recuperação da cobertura da Escola Municipal Maria Timira dos Santos na época em que era o gestor.

O Inquérito Civil foi instaurado ontem (6/2), conforme aponta a edição desta quarta-feira (7/2) do Diário Oficial do órgão.

De acordo com o promotor Radamés de Almeida Domigos, titular da Promotoria de Justiça daquele município, Wallas teria praticado ato de improbidade administrativa pelas irregularidades em diversos serviços prestados no local.

CURTA O DIÁRIO NO FACEBOOK

Conforme o Inquérito do MPE, "diante do exposto e planilhas de medição em anexo, fica evidente que foram pagos valores superiores aos serviços executados pela empresa responsável".

Para ilustrar a situação, a Promotoria cita também situações onde existiram desembolso de recursos não usados para aquela finalidade, entre eles a aplicação de 90 metros quadrados de tinta látex nas paredes, aplicação de esmalte em madeiras e assentamento de portas.

Ainda de acordo com o Ministério Público, dados de uma planilha orçamentária licitada e boletim de medição o valor repassado pelos serviços que foram executados soma-se R$ 2.873,98.

Diante dos fatos apresentados, a promotoria deu ao requerido o prazo de 15 dias úteis para que possa apresentar contestações em relação a instauração do processo.

O site responsável pela matéria tentou contato com o ex-prefeito através do telefone hoje pela manhã, porém, a ligação não foi atendida.

Envie seu Comentário